quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Oscar Nominees 2017 - Round 2


Olá!
Hoje damos continuidade aos posts relativos aos Oscars - estamos quase lá!
Desta vez também vos vou falar de vários filmes, alguns deles carregadinhos de nomeações e outros nem tanto assim.
Vamos lá!


Hell or High Water

Aqui está um filme que me faz logo começar por dizer que não percebo o porquê de estar nomeado, ainda para mais em várias categorias.
Em suma, a história é referente a dois irmãos que começam a fazer assaltos, sendo que têm um motivo muito forte para tal.
Ora bem, a história, apesar de bem construída, não apresenta assim nada de novo, sendo que, no meu ponto de vista, é até bastante previsível.
Os actores, a cinematografia e a música são excelentes, mas é um filme que não me faz sentir grande coisa e quando o acabei de ver só consegui pensar "meh".


Nomeações: Melhor Filme; Actor Secundário (Jeff Bridges); Edição de Filme; Guião Original.






Lion

Este é um filme que me conquistou sem eu o esperar!
Conta a história verídica de Saroo, um menino que, numa noite, se perde na Índia e acaba por ficar longe da sua cidade e da sua família. Depois de muito andar e de ficar à beira de muitos perigos, acaba num orfanato, sendo mais tarde adoptado por um casal australiano.
É só quando, com já mais 20 anos, ao ir para outra cidade a fim de fazer um curso de turismo, lhe ocorrem memórias da Índia e dos seus familiares, começando aqui a sua busca pelo local onde nasceu.
Confesso que não estava assim tão curiosa para ver o filme, pois achei a história, apesar de verídica e com os seus pormenores específicos, um tanto ou quanto já explorada no mundo cinematográfico.
Mas rendi-me.
O que me surpreendeu mais foi o contar da história como que em duas metades: o momento em que a criança se perde e o momento em que o adulto se tenta encontrar, havendo poucas cenas aleatórias e as que existem servem para explicar o seu mundo e as suas relações.
A cinematografia é brilhante, com cenários, paisagens e filmagens aéreas de pedir por mais. Também os actores são brilhantes e conseguem sempre mostrar-nos o seu lado emotivo.
Por favor, vejam o filme. Não se vão arrepender!

Nomeações: Melhor Filme; Actor Secundário (Dev Patel); Actriz Secundária (Nicole Kidman); Cinematografia; Música (banda sonora original); Guião Adaptado.


Loving

Mais uma história verídica e que, na minha opinião, vem completar um pouco o que não é explorado a 100% no Hidden Figures: a questão do racismo, até porque a acção de ambos os filmes ocorre mais-ou-menos pelos mesmos anos.
Loving conta a história de um casal intra-racial, Richard e Mildred, que são julgados exactamente por isso. Numa época em que os brancos e os afro-americanos não se deviam misturar, viram-se envolvidos em lutas com a sua própria cidade para conseguirem o direito de ficar juntos. Uma luta que durou vários anos e que levou a uma grande mudança no estado da Virgínia.
É um filme bastante bonito, tanto a nível da história (pois apesar dos motivos, são pessoas que conseguem mater-se juntas e criar uma família) como pelas personagens e, acima de tudo, pela cinematografia.
Ambos os actores conseguem demonstrar bem os sentimentos e tornar tudo credível, algo preciso quando são filmes baseados em factos verídicos e ainda por cima desta importância.
Um filme que vale a pena ver e que nos deixa embasbacados pela calma com que os intervenientes principais lidaram com tudo, nunca perdendo a esperança nem desistindo do que mais queriam.

Nomeações: Actriz Principal (Ruth Negga).


Nocturnal Animals

Este filme é estranho, mas é tão bom!
Conta a história de Susan Morrow, uma mulher que dedicou a sua vida às galerias de arte e cujo casamento está a falhar, algo que a deixa em baixo. Esta emoção intensifica-se ainda mais quando começa a ler um livro.
Este livro foi escrito pelo seu ex-marido, Edward, que fez questão de lhe enviar uma cópia. O amor dos dois foi forte, jovem e acabou repentinamente e de uma forma que fez com que Susan se arrependesse para sempre.
Este sentimento, porém, estava adormecido até  à chegada do livro de Edward. A história vai entrar na mulher e deixá-la ainda mais perturbada.
É uma história dentro de uma história e que exige a máxima concentração para o entendimento de significados e ligações entre os dois mundos, chamemos-lhes assim.
Tanto Amy Adams como Jake Gyllenhaal e até mesmo Aaron Taylor-Johnson têm actuações brilhantes que, na minha opinião, mereciam nomeações.
Um filme, se me permitem a expressão, do caraças, até mesmo a nível da cinematografia - as imagens dos céus são fantásticas.

Nomeações: Actor Secundário (Michael Shannon).


Moonlight

Este filme conta a história de Chiron, um rapaz que cresceu a ser julgado como sendo diferente. Desta forma é levado a tentar decifrar quem ele realmente é desde novo, tentando sempre ter uma vida dita normal, distanciando-se de quem o reprimia e de quem o fazia sentir-se triste.
É um filme que retrata muito bem a sociedade de hoje e que nos faz pensar.
Confesso que o início não foi a parte que mais gostei, pois sou um pouco sensível a coisas relacionadas com bullying, mas mostra momentos incríveis de força.
Ilustra também, já mais na parte final, como ter tudo pode nem sempre significar felicidade; pode apenas ser sobrevivência, superação ou tentar esquecer.
A nível de cinematografia é tudo de bom, e a minha parte favorita acontece quase logo no início, no mar.
E a luz azul...incrível.

Nomeações: Melhor Filme; Actor Secundário (Mahershala Ali); Actriz Secundária (Naomi Harris); Cinematografia; Direcção; Edição de Filme; Música (banda sonora original); Guião Adaptado. 


Manchester by the Sea

Este é outro filme que não me cativou a 100%, mas cuja visualização me deixou, mais uma vez, rendida.
Lee Chandler vive numa rotina na cidade de Boston, longe da família, das raízes e, acima de tudo, das más memórias. Até que um dia recebe uma chamada que o faz regressar a Manchester.
O seu irmão, Joe, morreu e há toda uma série de coisas a tratar, incluindo Lee ter sido nomeado tutor do sobrinho de 16 anos, Patrick.
É aqui que o passado volta para perturbar Lee, sentimentos que tenta esconder enquanto faz o melhor para cuidar do seu sobrinho que tenta fazer-se de forte.
Uma história bonita e emotiva que nos mostra que às vezes o passado só está mesmo bem quando escondido e enterrado.
Gostei bastante da interpretação de Casey Affleck como Lee e considero que Lucas Hedges, que interpreta o sobrinho, também esteve bastante bem, estando a cuidado dele a carga mais cómica do filme.
A cinematografia, toda baseada em tons de azul e cinzento, é maravilhosa.

Nomeações: Melhor Filme; Actor Principal (Casey Affleck); Actor Secundário (Lucas Hedges); Actriz Secundária (Michelle Williams); Direcção; Guião Original.


Já viram algum destes filmes?  O que acharam??


Lena ♥




© Helena Pereira, Oscar Nominees 2017 - Round 2, 2016 All Rights Reserved.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Thank you for passing by and commenting on my blog!
I answer when I see the comments.
xx