quinta-feira, 7 de abril de 2016

The Lady in the Van


Olá!
Na semana passada fui com o meu irmão ao cinema ver uma das estreias de Março que mais me interessou: The Lady in the Van (A Senhora da Furgoneta), um filme protagonizado por Maggie Smith e Alex Jennings.

Hi!
Last week me and my brother went to the cinema to watch one of the movies that premiered in March that I was most excited about: The Lady in the Van, a movie protagonized by Maggie Smith and Alex Jennings.


Este filme, baseado nas memória de Alan Bennett, mostra-nos como duas pessoas se podem conhecer e ser vizinhos durante anos, tendo conversas diárias, sem nunca se chegarem a conhecer verdadeiramente.
Miss Shepherd (Maggie Smith) é uma senhora de idade de vive na sua furgoneta que estacionou num bairro de Londres. De vez em quando muda-se, ou seja passa da frente de uma casa para a frente de outra.
Há um dia em que são feitas algumas alterações no pavimento da rua e isso implica que Miss Shepherd não possa ter a furgoneta estacionada na rua. Ela pede a um dos moradores, Alan Bennett (Alex Jennings), que a deixe ficar na entrada de sua casa. E a partir daqui a relação deles desenvolve-se, mas não da maneira que Bennett poderia pensar.
A senhora da furgoneta não vive assim porque quer ou por ser maluca. Ela simplesmente esconde-se de um crime que está convencida de que cometeu, mas do qual não tem culpa. Desta forma ela fugiu da polícia e a furgoneta, que pinta de amarelo, passa a ser a sua casa.
Apesar que não ter as condições mínimas de higiene, sendo que não tem casa de banho, não está mal tratada e os moradores da rua estão sempre dispostos a ajudá-la, mesmo que não a tenham assim em tão boa conta.
Não me quero alongar muito mais sobre pormenores do filme, pois acho interessante ir ver um filme sem saber grande coisa da história.
É uma comédia ao bom estilo inglês que tem também lugar para momentos mais tristes e que nos fazem ponderar certas coisas da nossa vida ou do mundo. A cinematografia é bonita e mesmo que a acção seja confinada em 95% aos mesmos espaços há sempre pontos de vista novos.
//
This movie, based on the memories of Alan Bennett, show us how two people can meet and be neighbours for years, talking daily, without knowing each other at all.
Miss Shepherd (Maggie Smith) is an old woman that lives in her van that she parked in a London neighbourdooh. From time to time she moves, which means that she goes from being in front of a house to another.
There comes a day in which the street suffers some changes in its paviment and that implies that Miss Shepherd can no longer live with her van on the street. So she asks one of the street residents, Alan Bennett (Alex Jennings), to let her stay in his driveway. From here their relationship evolves but never in a way that Bennett think it was.
The lady in the van does not live like that because she wants or because she is crazy. She is simply hidding from a crime that she thinks she commited although she has no guilty at all. So she is running and hidding from the police and the van, that she paints in yellow, is now her house.
Although she does not have the minimal conditions to live, since the van does not have a bathroom or even a toilet. she is well treated and the neighbours are always willing to help her, although they sometimes wish she was gone.
I don't want to tell you much about the story because I think that it is interesting to watch a movie from whoch we do not know that much.
It is a comdy in the good english way that also has sad moments and some parts that make us think about us and the world. The cinematography is really goos and even that 95% of the movie is on the same places there are a lot of points of view.




Já viram este filme? Aproveitem o fim de semana para uma ida ao cinema, pois vale bem a pena vê-lo.
//
Have you seen this movie? Take a shot on the weekend to go and see it because it is super worth it.


Lena ♥




© Helena Pereira, The Lady in the Van, 2016 All Rights Reserved.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Thank you for passing by and commenting on my blog!
I answer when I see the comments.
xx