segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Miss Peregrine's Home For Peculiar Children


Olá!
Bem, finalmente consegui arranjar um tempinho para pôr o blog em dia. O problema tem sido tirar as fotografias que preciso para os posts, pois saio de casa com o sol a nascer e quando chego já não há muita luz.
Mas para este post acabei por achar que uma luz de candeeiro funcionaria melhor, simplesmente pelo tema do livro/filme. Acho que combina muito melhor do que com a luz do dia (a não ser que aproveitasse estes dias cinzentos).
Ora, venho falar-vos de Miss Peregrine's Home For Peculiar Children, tanto o livro como o filme, sendo que deste modo posso fazer algumas comparações entre eles.



Miss Peregrine's Home For Peculiar Children conta a história de Jacob, um rapaz de 16 anos que cresceu a ouvir as histórias do avô sobre o lar em que este viveu. 
Estas histórias fizeram com que Jacob (já numa fase mais avançada) e a sua família considerassem que o avô estaria demente, pois as suas histórias eram contadas com algo real e continham crianças com certas peculiaridades, visíveis através das fotografias que o avô mostrava quando as contava. Mas a certa altura, este rapaz vai ser como que obrigado a aceitar que possa existir alguma verdade.
Decide deslocar-se atá à ilha onde se situa o tal orfanato, em Cairnholm (na costa do País de Gales), onde tudo o que vai ver à primeira vista vai revelar-se não tão real quanto ele pensaria.


Aqui temos a velha história de se considerar que os livros são melhores que os filmes. 
O livro é absolutamente magnífico e todos os detalhes fazem sentido. O facto de incluir fotografias (todas elas bonitas mas de uma forma inquieta) é a cereja no topo do bolo e ajuda-nos na construção pictórica dos acontecimentos. Ramson Riggs (o autor) tem uma escrita bem acessível e na qual se nota haver o cuidade de adequação às várias épocas que a história atravessa.


O filme é bom, principalmente a nível de cenários e efeitos (o Tim Burton nunca desilude nesse aspecto), mas há alterações de algumas coisas da história que me fizeram comichão. Eu sei que o filme é apenas baseado no livro e até entendo algumas das alterações, sendo que talvez tenha sido mais desafiante para o realizador trabalhar e explorar esses caminhos, mas há outras coisas (como mudar nomes a personagens quando não há necessidade alguma para tal - isto é, sem dúvida, o que mais me incomoda) que não consigo aceitar. Também o facto de trazer muitas cenas, que no livro acontecem no passado, para o presente, não me faz sentido e aqui não me parece algo desafiante a nível técnico.
Não conheço grande parte dos actores, mas considero que todos eles conseguiram captar a essência da personagem que lhes cabia, sendo que consegui rever cada uma delas na pessoa que as interpretou (exceptuando o pai de Jacob, a quem atribuíram uma personalidade completamente diferente da que a personagem tem no livro).


Sem dúvida que quero ler os livros que continuam a história e também verei os filmes, caso estes aconteçam. Só tenho pena de ter lido o livro depois de ver o trailer do filme, pois criou alguma confusão na minha idealização, principalmente a nível da aparência das personagens.
Também é pena que algumas das personagens não tenham tanta relevância como no livro, algo que até faz com que o sentido delas no filme se perca um pouco, tal como acontece com Enoch e com o pai de Jacob.


Apesar de tudo, aconselho a que vejam o filme. Leiam também o livro, nem que seja apenas pelas maravilhosas fotografias que o acompanham (eu li a versão original, por isso não tenho a certeza se a portuguesa também tem as imagens) ou para terem uma visão muito mais clara e especial da história.

Já algum de vocês leu o livro ou viu o filme? Se fizeram ambos, contem-me a vossa opinião!



Lena ♥





© Helena Pereira, Miss Peregrine's Home For Peculiar Children, 2016 All Rights Reserved.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Thank you for passing by and commenting on my blog!
I answer when I see the comments.
xx